sexta-feira, 7 de agosto de 2009

O amor usa perfume barato


Você não o ama porque usa all star preto e camisa gola pólo. Não a ama pelo salto alto que põe para ir ao trabalho. Não o ama porque coloca os talheres na transversal quando finaliza uma refeição ou dá adeus ao seu vizinho da esquina. Não a ama porque é educada e gosta de reggae. Não o ama por fazer engenharia na federal e tocar flauta na filarmônica. Não a ama por fazer apenas cursinho e andar de skate. Não o ama por ouvir Chico Buarque, assistir Jô Soares ou ler Carlos Drummond. E muito menos por acordar cedo, gostar de pizza de atum e dançar forró universitário como ninguém... Ama porque ele lembra de ti no momento em que mais precisa, por aquela mania de pegar no seu cabelo e olhar nos teus olhos. Ama-o pelos poemas que recita ao pé-de-ouvido, pelas vezes que esqueceu o pão na torradeira falando contigo ao telefone. Ama-a pela mania de querer beijar seu nariz, escrever poesias, pelo cheiro de jasmim, pelo sorriso que sempre dá ao te ver e pela maneira inusitada de dizer que te ama através do olhar. O ama porque mesmo esquecendo do aniversário de namoro, ainda assim consegue transformar o dia em especial sem ter nada programado. Pelos abraços, por ligar só para te dar "bom dia", por cuidar do seu cachorro quando está doente. Ama-a por brigar pela bagunça no quarto e ainda assim perder o dia te ajudando a arrumar, pelo jeito como mexe as mãos quando está nervosa e pela mania de apertar os olhinhos quando a beija no rosto. Ama-o pela forma como se perde no seu olhar e não ouve mais nada, só o ruído da sua respiração. Ama-a por se sentir seguro ao lado dela quando a abraça, por seu doce mistério, ama-a simplesmente porque ela te faz feliz com aquele jeitinho de menina.
O amor não requer terno e gravata. Não precisa ser granfino, falar italiano ou usar perfume channel. O amor anda despojado, usa blusa surrada e come cachorro-quente de esquina. Amar não necessita especialidades prévias, ama-se pela simplicidade. Não necessita questionamentos... Sabe-se, sente-se. Não necessita de um complemento, ama-se por si só.
Amor é careta, é fora de moda. A falta de tempo e as efemeridades dos relacionamentos vêm fazendo com que o amor perca sua essência. Mas se for para amar, se for pra sentir a brisa leve que te faz flutuar... Seja careta e fora de moda! Ame sem medo e sem culpa. Sorria ao acordar e durma sorrindo. Sinta as batidas, o frio na barriga... Permita-se.
Sabemos que não se ama pelas características físicas e exteriores, nem tampouco pelos cargos e níveis pessoais; mas pelas qualidades, singularidades e autenticidades do outrem.
Amar não requer carta-aviso e nem solicitação. Ele simplesmente abre as portas, senta-se no sofá e inexplicavelmente transforma nossas vidas.

Por Lorena Morais

10 comentários:

Teórico disse...

EXCELENTE TEXTO!!

Fran disse...

Simplismente divino!
Muito bom mesmo querida...
Também acho que o amor precisa de muito pouco,
muito menos do que queremos!

Beeijo!

Thiago Maia disse...

Hum, bacanérrimo texto... E pena que nem somos vistos como deveríamos pelos políticos, culpa nossa que damos tanta ousadia, e ficamos quietos o tempo todo.

Beijos e bom finds!

Danielle Azevedo. disse...

Saber amar... Saber deixar alguém te amar... ♪

ADOREI! =D

Pedro Antônio disse...

É mesmo!

A gente ama porque ama e pronto, né!?

Adorei demais! :)

Um beijãoooooooo.

Pedro Antônio

. disse...

"Saber amar é saber deixar alguém te amar."
Você pegou a essência do amor e transformou em letras, não é todo mundo que consegue isso.

CátiaSofia disse...

O amor é lindo, e tem sempre aqueles prós e contras.

Gostei do texto, lindo mesmo:DDD


Beijo

Rα i sα ~ disse...

Que lindo, Ló *-*

... meu sofá tá vazio.

Fernanda. disse...

" amor não requer terno e gravata. Não precisa ser granfino, falar italiano ou usar perfume channel. O amor anda despojado, usa blusa surrada e come cachorro-quente de esquina. Amar não necessita especialidades prévias, ama-se pela simplicidade. Não necessita questionamentos... Sabe-se, sente-se."

Uau, vc tirou as palavrs da minha boca. Quem me conhece lê seu texo e diz: 'puts, é a Fernanda falando" uhsuhsuhss Adorei tanto tudo issoque você escreveu... e concordo plenamente.

Beijos, leonina linda.

Iza disse...

Poxa, Pai. Me vi nesse texto. hsuiahuashuas. Nem preciso falar que meu amor é daqueles, escrito em forma de romance... O melhor de todos os amores. Ameii absurdamente esse seu texto :) Esperei até ler no final: Arnaldo Jabour, carlos Drummond... algo do tipo, rs.

Related Posts with Thumbnails